RESENHA: CONFESS – COLLEEN HOOVER

confess

  • Páginas: 306;
  • ISBN: 9781476791456;
  • Autor: Colleen Hoover;
  • Data de Publicação: 10 de Março de 2015
  • Gênero: New Adult;
  • Idioma Original: Língua Inglesa.
  • Formato: E-book;
  • Classificação: 5/5 estrelas
  • Você encontra na Amazon;

SINOPSE:

Auburn Reed, uma mulher que tem toda sua vida desenhada. Seus objetivos estão traçados e não há espaço para erros. Mas quando ela entra em um estúdio de artes em Dallas procurando por um trabalho, ela descobre uma profunda atração pelo enigmático artista que trabalha no local, Owen Gentry.
Pela primeira vez, Auburn se arrisca e deixa seu coração falar mais alto, somente para descobrir os segredos de Owen. A magnitude do passado do artista ameaça tudo que é importante Auburn, e a única maneira de tomar sua vida de volta é tirar Owen dela.
A última coisa que Owen quer é perder Auburn, mas ele não consegue convencê-la que a verdade às vezes é uma arte subjetiva. Tudo o que ele pode fazer para salvar seu relacionamento é confessar. Mas nesse caso, a confissão pode ser muito mais destrutiva do que o pecado atual…

MINHAS CONSIDERAÇÕES:

14043301

Esse livro resumido em um pensamento só: OMG!
Não, isso não é apenas uma referência as iniciais de Owen, é quase um sentimento.
Eu chorei o prólogo inteiro.

— E eu vou te amar para sempre. Mesmo quando eu não deveria. 

14043302

Confesso que não senti interesse quando li a sinopse de Confess (eu estava no amor com a capa, meu pior defeito, amar capas, quase como as crianças pequenas que são atraídas por coisas bonitas e brilhantes), e realmente não sei porque resolvi ler, só sei que o quer que tenha me levado a finalmente ler o livro, se tornou uma das melhores decisões literárias que tive nos últimos tempos.

Eu amo o jeito de escrever da Colleen, mas eu tenho um problema com as séries dela. Eu não sei explicar bem o que é, mas acredito que os livros dela são tão bem escritos que quando eu termino um livro dela, tenho aquele sentimento de finalidade, como em Métrica, Hopeless ou ainda Maybe (que não sei bem se o nome da série é esse), quanto eu terminei cada primeiro livro, eu senti que não precisava de mais nada adicionado á história, que ela estava completa (mesmo que eu pretenda ler todas as continuações), mas eu terminei Confess, querendo alucinadamente, uma continuação.

Como eu disse, o prólogo já me disse tudo, o livro prometia.

O começo foi um pouco confuso, mas eu já esperava isso, porque existiam muitos segredos não-confessados. Mas ainda parecia a típica história: mocinha conhece mocinho quente, mocinho quente pega todas, mas mocinho quente é um cara legal, embora o mocinho tenha vários segredos, mas tudo bem, porque, adivinhem? Sim, a mocinha está bem quebrada também (podem ir pra terapia juntos, ok, não), então a mocinha aceita trabalhar para ele, rola um clima entre eles e tudo igual. Exceto, até, literalmente o capítulo dois. Capítulo dois nos mostra que sim, sim, sim, tem POV do mocinho também (outro fraco meu, droga, amo POV dos mocinhos), mas isso não é o mais importante, o capítulo dois conta que o mocinho já conhece a mocinha.
Owen Gentry, artista talentoso, pinta suas telas baseadas em confissões que as pessoas colocam através da porta de seu estúdio, e como todos os mocinhos da Colleen (exceto o Miles, ele é meio mal), Owen é um sonho de cara. A química dele com Auburn é instantânea, ele praticamente se apaixona no primeiro dia (que no caso, foi o dia mais longo que eu já vi, sério, umas oitenta páginas, mas que valem totalmente a pena), que na verdade não é o primeiro dia. Owen já conhece Auburn, mas ela não o conhece.

— Você está aqui para me salvar? 

Então, a trama se desenrola, adversidades, ninguém confessa nenhum segredo,e todo mundo sabe que uma hora ou outra o grande elefante branco na sala vai ter que sair.
Colleen amarrou a trama toda tão bem, que quando segredos são revelados a gente é pego de surpresa, porque pelo menos eu, não esperaria por aquilo, mas conforme a trama se desenrola a gente vai pegando pistas, descobrindo e encaixando pedaços dos segredos junto com eles. Então aparece o cara louco da história, Trey, eu odiei ele, desde o principio, sabia que o cara ia dar trabalho e separar os dois, ele foi a única coisa previsível desde o começo. O falso cara bom.

Mas, Trey, não é o único impedimento para que o casal fique junto, porque os segredos de Owen, vão acabar prejudicando os segredos, até então, já revelados, de Auburn. Mas os segredos de Owen, não são apenas segredos dele, então é um pouco mais complicado, do que apenas ir lá e dizer.

Eu não sei como dizer mais, sem ir lá e dar todo o tipo de spoilers, mas vou dizer que o livro é bom, mas mais bonito que isso, são os sentimentos dos personagens, que chegam até você. A maneira como se apaixonam é bonita, puramente bonita. Foi uma das maneiras mais bonitas de mostrar um encontro de almas, de mostrar que há esperança, mesmo quando as coisas parecem impossíveis, que existem segundas chances e faz a gente se perguntar sobre coincidências e destino.

“Há pessoas que você encontra e começa a conhecer, e há aquelas que você encontra e já conhece.” 

Se você acredita que existem finais felizes, esse livro é para você.

Se acredita em amor, coincidência e destino, esse livro é para você.

Se seus amigos são meio loucos ou estranhos, mas são leais, acima de tudo, você precisa conhecer Emory.

Se você apenas precisa de um livro romântico e doce, esse é definitivamente o seu livro.

Agora, mesmo se você não acredita em todas essas coisas, Confess, ainda é um livro para você.

— Auburn. (…) às vezes para salvar um relacionamento, em primeiro lugar você tem que o sacrificar.
— Que relação você já teve que sacrificar?
— Nós, Auburn. Tive que nos sacrificar.

Ah, Colleen, me dê pelo menos um Epílogo 😦

Anúncios

9 comentários sobre “RESENHA: CONFESS – COLLEEN HOOVER

  1. Kelle yasmin disse:

    Eu acabei de ler esse livro e estou desesperada pra saber se ela ainda vai liberar algo sobre a história ou se ele vai ter uma continuação… Estou cmo vc, imploraaando por mais 🙏😭❤️

    Curtido por 1 pessoa

  2. webreviewdirectory.com disse:

    Olá ! Isso é meio off-topic, mas preciso
    de alguns ajuda de um blog estabelecido.
    É duro para definir o seu próprio blog?
    Eu não sou muito técnico, mas pode resolver as coisas muito rápido .

    Estou pensando em criando meu próprio, mas eu não sei onde começar.

    Tem algum ideias ou sugestões? Apreciá-lo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s