RESENHA: ONE NIGHT PROMISED – JODI ELLEN MALPAS

  • promised capaPáginas: 480;
  • ISBN: 9781455559312
  • Autor: Jodi Ellen Malpas;
  • Data de Publicação: 17 de julho de 2014;
  • Gênero: New Adult;
  • Idioma: Lingua Inglesa.
  • Formato: E-book;
  • Classificação: 4/5 estrelas
  • Você encontra na Amazon;

SINOPSE:

Livy repara nele no momento em que entra no café. Ele é deslumbrante, imponente, com uns olhos azuis tão penetrantes que ela mal dá conta do pedido. Quando sai pensa que nunca mais voltará a vê-lo.
Até que descobre a nota que deixou no guardanapo, assinado “M”.
Tudo o que ele quer é uma noite para amar. Sem ressentimentos, sem compromissos, apenas prazer sem limites. Olivia e Miller. São tão diferentes como o dia da noite. O desejo entre eles é inegável.
Ele é distante, agradável e misterioso: sabe sempre o que quer e o que quer é Livy. Ela é doce e atenta, uma jovem dos dias de hoje. Deseja ser feliz e amada, mas quando Miller entra na sua vida  ela percebe que perdeu o controlo sobre si própria e sucumbe à paixão desenfreada.
Livy deve ouvir o coração ou a razão? Ela sabe que para o ter de corpo e alma
terá de enfrentar os segredos obscuros de Miller, mas também receia que isso lhe traga consequências devastadoras.

MINHAS CONSIDERAÇÕES:

ontwotree

Eu comecei a ler esse livro ao azar, ou no caso, à sorte.
Eu não sabia que ele era o meu tipo favorito de livro até que cheguei ao final.
Quer dizer, eu realmente não fui com a cara do Miller, mas nem tudo é perfeito.

O prólogo já deixa bem claro que Livy teve um passado conturbado, mas está seguindo em frente. Até que um dia, um cliente, deixa um bilhete falando que seu café foi o pior que ele já tomou.

Eu já fiquei, cara, mas como assim, filho da mãe?

Eu e Livy (porque ficamos super amigas, a ponto de minha pessoa, certamente, falar com ela o livro todo), achamos que ele era só mais um cara rico, convencido e mandão. Vocês sabem, o tipo: eu vi, eu quero e eu vou ter.

Pois é, essa atitude eu sou Mr. Grey da nova geração, já me deixou cabreira com ele.

Então ele faz uma proposta de 24 hrs sem amarras com ela, e ela não consegue resistir, ELA NÃO CONSEGUE RESISTIR.

ELA NÃO CONSEGUE.

ELA
NÃO
CONSEGUE.

MEUS DEUS DO CÉU, COMO É QUE ELA NÃO CONSEGUE?

Eu nunca vou entender isso, sinceramente.

Como é que ela não consegue resistir?
E como é que ela cai no papo de: eu sei que você não consegue resistir a mim, eu não vou te dar informações pessoais, não vou nem te contar porque não uso elevador, mas obviamente, você vai confiar em mim. Dito isso, vamos ali ter um sexo? Ah é, vamos, porque você não resiste á mim e vida que segue.

Livy, miga, SUA IDIOTA.

Mas então, Miller que tem TOC abandona Livy, gatinha desordeira no meio das vinte e quatro horas deles e ela vai embora.

Porém aí começam os mistérios.

Porque Miller não fala sobre ele?
Miller tem TOC?
A suposta sócia de Miller, é só uma sócia mesmo?
E porque em nome do senhor, ela vai com ele comprar gravatas?

DING DING DING!

Eu já sabia o que ele era.
Livy, nem tanto.

Acho que ela tinha o cérebro nublado pelos hormônios do amor.


QUE
ELA
NÃO
CONSEGUIA
RESISTIR
A
ELE.

Sim, ainda não me conformei com esse fato.

Mas Miller faz umas coisas meio meigas, que ainda não me fazem gostar dele, mas a coisa que ele diz sobre abraçar ela ser a coisa que ele mais gosta de fazer com ela é meigo demais (aaaawn).

Mas ele é muito fdp, porque faz ela se abrir com ele contar todos os segredos dela, segredos esses que fazem os dois terem assuntos em comum (olha eu sendo misteriosa),e o que ele faz, Brasil? Isso mesmo fica calado.

Ele nem ri, ou sorri.

E ele fica cobrando as horas que restam pra ela, como se eles tivessem assinado um documento, ou algo assim. Ele fica falando: você me deve.

E vocês podem se perguntar, tá, mas porque você classifica esse livro como um 4?
Simples.

É uma trilogia (que eu ainda não terminei), mas que tenho certeza que ele vai dar uma rastejada atrás dela, porque ainda há esperanças e porque eu meio que desenvolvi um amor pelo melhor amigo da Livy, o Gregory, que é gay, e tem um pseudo-namorado, mas que deveria existir e me amar… (sim, acho que eu preciso me tratar ou me cadastrar no tinder kk), além da Livy ter esse amor enorme com Converse.

E porque tem o diálogo estranho e mais legal de todos:

“-A boa notícia é que você não precisará de roupas, porque hoje somos brócolis.
-Perdão? Nós somos brócolis?
-Sim, vegetal.
Eu sorrio divertida.
-Vamos vegetar como brócolis?
-Não, você não entendeu nada. -Nega com a cabeça. – Vamos nos escarranchar como brócolis.
-Somos vegetais?
-Sim – ele suspira exasperado. – Nós vamos vegetar todo o dia, então nós somos brócolis.
-Eu quero ser uma cenoura.
-Você não pode ser uma cenoura.
– Ou um nabo. Que tal um nabo?
-Livy – me adverte.
-Não, esqueça. Eu definitivamente quero ser uma couve de Bruxelas.
Nega com a cabeça em desaprovação.
-Vamos ter um dia preguiçoso.
-Eu quero vegetar. – Sorrio, mas não cede um milímetro. – Ok, me escarrancharei como o brócolis com você. -Me rendo – Eu serei o que você quiser.” (tradução livre).”

10424346._SY540_

E tem também a avó de Livy, que é a melhor pessoa e o fato de Miller ser um….
Bom, só vou dizer que foge do CEO, milionário e playboy de costume e eu tenho uma coisa com esse tipo específico de história, que o amor é mais difícil do que apenas os traumas (porque tenho sérios problemas, mas vocês já devem ter percebido).

Enfim, enfim, enfim, pessoas bonitas, leiam 😉

Anúncios

2 comentários sobre “RESENHA: ONE NIGHT PROMISED – JODI ELLEN MALPAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s