RESENHA: PURE PUNISHMENT – T.L. SMITH.

pure punishmentSINOPSE:

Um, dois. Quem matar?

Três, quatro. É melhor você abrir a porta.

Cinco, seis. Cortar ou entalhar?

Sete, oito. Nada de festa até tarde.

Nove, dez. Cuide do seu portão.

Meu nome é Kayla. Você gostaria de jogar um jogo comigo? Prometo só fazer você sangrar e possivelmente gritar. Você está pronto para algum divertimento?

MINHAS CONSIDERAÇÕES:

13533925

CLASSIFICAÇÃO: 5 ESTRELAS.

Páginas: 288 • ISBN: 9781505610239 • Autor: T. L. Smith • Data de Publicação: 01 de janeiro de 2015 • Gênero: New Adult • Idioma: Língua Inglesa • Formato: E-book • Você encontra na Amazon.

Duas vezes na vida eu quis estudar psicologia, e isso é um monte de vezes se a gente levar em consideração que eu sou totalmente #Team-não-psicólogos (nada pessoal). A primeira delas, foi lendo BLACK LIES, que devo dizer, foi o livro que me fez realmente tomar a iniciativa de falar sobre livros. Eu realmente não vou sair com um spoiler, mas se você leu, sabe que em um ponto do livro um transtorno psicológico é abordado e foi, pelo menos para mim, impactante pra caramba. Quer dizer eu achei tudo aquilo muy loco e queria desesperadamente entender como aquilo tudo funcionava e porque aquilo acontecia. E bem, se você não leu, leia.

Então, chegamos a PURE PUNISHMENT, onde o mesmo assunto é abordado e eu fiquei maravilhada.

Não que eu ache transtornos psicológicos legais ou algo do tipo, mas eu não sei, alguma coisa sobre esse em específico me faz querer entender como tudo isso é possível.

A sinopse de Pure Punishment nos deixa claro que Kayla é uma assassina, e que sente prazer ao fazer isso. Totalmente sem remorso e tudo o mais.

Eu comecei a leitura e ao virar a esquina (figurativamente), estava Kristy e eu fiquei tipo: QUEM. É. VOCÊ. NA. FILA. DO. PÃO?

Kristy é a menina boa. Típica mocinha inocente dos livros, aparentemente.

Mas olhando mais atentamente, acabamos descobrindo que de típica a vida de Kristy não tem nada.

A sinopse não nos dá muita coisa para trabalhar sobre o que esperar do livro (apenas uma musiquinha muuuuito legal e que titio Freddy ficaria orgulhoso), a gente só fica sabendo que Kayla mata pessoas, então eu vou tentar contar algumas coisas, mas sem realmente dizer muito sobre o contexto e estragar todo o suspense, porque pelo menos no meu caso, foi todo o ar de mistério que me deixou envolvida e querendo descobrir como tudo acabava e o que diabos estava acontecendo.

191d150310fe486b03e3104ba312cab4

Kristy e Kayla são tão diferentes como duas pessoas podem ser. Kayla tem essa coisa sexy e escura acontecendo, logo de cara dá para perceber que ela teve um passado conturbado e o porquê de ela ‘fazer justiça com as próprias mãos’. Ela dorme por aí com qualquer cara que quiser, sem se importar se ele tem uma namorada ou não. Ela toma o que precisa e não liga para as consequências.

Kristy, é a boa estudante, sem amigos, e apesar de alguns problemas familiares e uma relação não muito próxima com a avó, ela aparentemente não teve uma vida muito difícil, exceto com uma colega da Universidade, que parece odiá-la. Nada realmente emocionante.

Então por que de repente, ela tem dois homens quentes interessados por ela?

Mas Kayla também conhece os dois, mas ao contrário de Kristy, os dois parecem não ter interesse por ela. Ela é a única tentando entrar nas calças deles.

Qual será o mistério que liga essas duas garotas?

Tenho que confessar que juntar todas as pontas da história não foi a coisa mais difícil que eu já fiz, mas a autora conseguiu amarrar toda a trama muito bem, de modo que quando eu cheguei na última linha, ela me deixou de queixo caído com a última revelação. Eu ainda estou meio: “o que foi aquilo? ”

Apesar de todo suspense, o livro não é tão pesado assim.

Ok. Kayla mata pessoas, mas mesmo assim, essa definitivamente, não é a pior coisa que poderia acontecer na história toda. Ela tem um humor azedo e uma personalidade perturbadoramente louca e sarcástica.

Eu ainda tô tentando entender se ela é mesmo a vilã, porque se ela for, ela é a vilã mais heroica de todas.

Kayla é, a punição, a escuridão, a vilã, próprio executor.

Kristy, é a redenção, a luz, a garota do final feliz colorido e brilhante.

Mas nem sempre tudo é assim, tão preto no branco e as linhas acabam ficando turvas.

cartaz pure punishment

Pure Punishment, faz a gente se questionar sobre nossos próprios conceitos morais. Acho que é difícil alguém realmente odiar a Kayla. Mas ao mesmo tempo, sentir empatia por uma vilã, especialmente uma que mata (com trilha sonora e tudo), faz você que tipo de pessoa?

Bom, eu não sei a resposta certa pra isso.

Se alguém descobrir, favor me contar.

Eu não sou a pessoa mais fã de continuações, mas Pure Punishment, me fez querer que existisse mais.

T.L. Smith, me ganhou pra sempre, tô enlouquecida pra ler outras coisas dela, com todas aquelas capas incríveis ❤

É isso gente, leiam esse livro se puderem, vocês não vão se arrepender.

Cuidem-se, vocês.

Paz ❤

 

Anúncios

8 comentários sobre “RESENHA: PURE PUNISHMENT – T.L. SMITH.

  1. Ana disse:

    Esses livros que fazem a gente refletir são foda. Como vc mesmo disse que ficou interessada nele por causa do transtorno psicologo que é abordado, eu gostaria de saber se vc ja leu o livro O Cisne e o Chacal da série andando com assassinos da J. A. Redmerski. Ele é mt bom e lida com esse tema tbm. Mais ele é um livro incomun, daqueles que te abalam e te deixam orgulhosa de ser uma leitora e ter a oportunidade de ler obras assim. Que fazem vc repensar e refletir sobre tudo ao seu redor e tentar entender pq o ser humano é tão contraditório e conturbado.

    Curtido por 1 pessoa

    • Carolina disse:

      Então, eu tenho curiosidade em ler essa série há bastante tempo, já ouvi muita gente falar sobre ela, mas tenho que admitir que só não li ainda porque sou meio preguiçosa com séries e leio o primeiro livro e vou deixando os outros pra depois até eles caírem no esquecimento rs. Mas agora que você mencionou isso sobre o livro, vou ver se me programo pra ler ele logo 😉

      Curtir

  2. Vytorya disse:

    Primeiro quero te fazer uma pergunta ..
    É no livro que eu finalmente consegui encontrar só tinha 163 páginas, mas acho que li o livro todo e sim ele merece continuação … Esse livro me deixou louca pra pular umas páginas pra saber logo o que Kristy tinha a ver com a história e o que kai significa e principalmente Tyke ele foi uma interrogação muito grande, e o que foi aquele final ? Me perguntei se ele já sabia dela e tudo porq não foi falar com ela antes ? Mais é um livro maravilhoso e estou muito viciada com esse estilo de livro …

    Curtido por 1 pessoa

    • Carolina disse:

      O e-book original tem 288 páginas, mas a tradução feita por fãs tem isso aí mesmo, se não me engano. E sim, aquele final… MEUDEUSDOCÉU! Eu sempre vou me sentir órfã em relação a esse livro, porque apenas, eu precisava de uma continuação :/

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s