RESENHA: VIVIAN CONTRA A AMÉRICA – KATIE COYLE.

vivianxamerica SINOPSE:

Vivian Apple tem um currículo surpreendentemente variado. Aos 17 anos, passou de boa moça estudiosa a revolucionária procurada, atravessou os Estados Unidos de carro com os amigos, lutou contra um bando de adolescentes doutrinados, encontrou uma irmã que nem sabia que existia e descobriu segredos sombrios sobre um culto que dominou a América. O próximo passo? Tentar determinar o paradeiro de Peter, seu meio-que-namorado, antes que o mundo acabe (de novo), em três meses.

Perdidas em São Francisco, perseguidas por grupos religiosos e caçadores de recompensa e enfrentando uma sociedade cada vez mais próxima do colapso, Vivian e Harp estão em perigo e nem sabem por onde começar a busca por Peter. Até que uma pista as leva a Los Angeles, para o hotel Chateu Marmont, o improvável quartel-general da Igreja Americana, onde supostamente grandes nomes esperam pelo fim do mundo. Parece que Vivian precisa salvar o país, seus amigos e a si mesma, ou arriscar perder tudo que ama mais uma vez.

Vivian, Harp, Peter e seus amigos são retratos de uma geração que tenta encontrar seu lugar num mundo que parece enlouquecer. Idealistas e ao mesmo tempo pé no chão, não vão parar por nada até descobrir a verdade nesta continuação de Vivian contra o apocalipse. Com personagens bem-construídos, diversos e apaixonantes, e uma trama cheia de ação e reviravoltas, Vivian contra a América é uma maravilhosa adição a qualquer biblioteca, que vai fazer você questionar tudo, até suas próprias crenças e convicções.

MINHAS CONSIDERAÇÕES:

vivianxamerica-capas

Páginas: 304 • Título Original: Vivian versus AmericaISBN:  978.85.69809.66-1• Autor: Katie Coyle, • Ano de Publicação: 2016 • Gênero: Young Adult; Ficção Americana • Idioma: Português• Formato: E-book • Editora: Agir Now – Editora Nova Fronteira.

CLASSIFICAÇÃO: 4.5 ESTRELAS.

ATENÇÃO!

EI, VOCÊ PESSOA DESAVISADINHA, CÁ ESTAMOS AQUI, NOVAMENTE:

A PRÓXIMA RESENHA CONTÉM SPOILERS DO LIVRO:VIVIAN CONTRA O APOCALIPSE. A LEITURA DELE É ESSENCIAL PARA QUE OS FATOS OCORRIDOS EM “VIVIAN CONTRA A AMÉRICA”, FAÇAM SENTIDO. SE VOCÊ NÃO LEU, SEJA LINDO, FECHE ESSA JANELINHA E VÁ LER.

No livro anterior, depois de serem quase mortos por um seguidor fanático da Igreja Americana, Viv e Harp, descobriram o segredo de Peter Ivey, ele não é um garoto comum, ele é Peter Taggart, filho de Adam Taggart, que é o representante oficial da Igreja Americana e braço direito de Frick. Descobriram também que ele é contra todo o fanatismo do pai.

Mas, mais importante que tudo isso: Frick e Taggart estavam vivos, e completamente enlouquecidos. Eles estavam sendo manipulados pela corporação que está por trás dos negócios da Igreja Americana e Viv, Harp e Peter acompanharam tudo isso em primeira mão, depois de encontrar o esconderijo deles no meio da mata.

Depois de serem obrigadas a deixar Peter para trás, Viv que descobriu que tinha uma irmã e depois de fugir junto com Harp para casa dela, descobre que sua mãe estava lá, viva, o tempo todo.

Não há como ficar pior, certo?

Errado.

Peter se torna o novo representante da Igreja Americana, e elas se tornam persona non grata em toda a América.

Perdidas nessa loucura ainda maior que a vida delas acabou se tornando depois do arrebatamento, Viv e Harp, estão sozinhas novamente e não sabem exatamente em quem confiar ou acreditar, com todos aqueles crentes loucos lá fora, desesperados e capazes de qualquer coisa, inclusive, matar. Mesmo, o grupo de Resistência, que elas acabaram encontrando, parece suspeito.

Como eu disse no post do primeiro livro, ela conseguiu me prender do começo ao fim da trama, eu quase roí as unhas de ansiedade (eca), esperando para descobrir qual é que era a do Peter, se ele era mais Ivey ou mais Taggart, e como diabos Viv ia conseguir salvar a América. Porque desvendar o mistério do apocalipse já tinha sido quase impossível, imagine lutar contra as crenças, o fanatismo, o desespero e o ódio de toda a América? Tenho que admitir que o desfecho me surpreendeu e o reaparecimento da Edie me deixou extremamente feliz.

Fiquei realmente triste com algumas perdas e o fato de que NÃO TEM O TERCEIRO LIVRO, MEUDEUSCOMOASSIM?

Katie Coyle, arrasou novamente. Esse segundo livro veio para reafirmar o quão talentosa e surpreendente ela é como autora.

Eu leria qualquer coisa que essa mulher escrevesse (principalmente uma continuação para a história de Viv).

Nesse livro tem muito mais romance, mais aventura e muito mais cenas de ação e decisões irresponsáveis. Os personagens estão mais maduros e a autora soube colocar brilhantemente no papel a evolução de cada um deles. Deixou de ser apenas um Young Adult. Esse livro foi outra coisa. Foi muito mais.

Sim, pessoas essa foi uma resenha bem pobrinha, mas eu tava sentindo que se eu fosse falar muito ia entregar muita coisa importante no desfecho da história e que foi muito bacana descobrir.

Então, mais uma vez, eu vim aqui reforçar minha indicação para vocês, porque esse livro foi uma descoberta incrível e ele é apenas um daqueles livros despretensiosos que MERECEM ser lidos.

É isso gente, beijo para vocês.

Paz ❤

Anúncios

2 comentários sobre “RESENHA: VIVIAN CONTRA A AMÉRICA – KATIE COYLE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s