RESENHA: UNEXPECTED REALITY – KAYLEE RYAN.

unexpected-reality-capa

SINOPSE:

ESPERE O INESPERADO.

Isso é o que eles dizem, mas é mais fácil dizer do que fazer.

Como esperar por uma mudança tão grande que balance o seu âmago?

Como se preparar para um evento que vai mudar a sua vida para sempre?

Uma respiração.

Um segundo.

Um minuto.

Uma hora.

Um dia de cada vez, assim você aprende a viver com a sua Realidade Inesperada.

MINHAS CONSIDERAÇÕES:

unexpected-reality-capa-e-contra

Páginas: 298 • ISBN:  9780997792119 • Autor: Kaylee Ryan • Data de Publicação: 12 de Julho de 2016 • Gênero: New Adult • Idioma: Inglês • Formato: E-book • Você encontra na Amazon.

CLASSIFICAÇÃO: 3,5 ESTRELAS.

Já aconteceu de você se decepcionar com um livro que tá todo mundo amando?

Sim, bem.

Aconteceu isso comigo essa semana.

O livro Unexpected Reality da autora Kaylee Ryan, ficou muito popular entre um enorme grupo de leitoras brasileiras na última semana. E todo mundo A-M-O-U.

Menos eu.

A primeira vez que eu coloquei os olhos na capa do livro, eu quis lê-lo imediatamente, quer dizer, aquela capa grita ‘história diferente’, e esse tipo de histórias está bem em falta, ultimamente. Acabou que eu acabei adiando, por diversos motivos, que no momento, não me lembro, mas com esse boom que o livro sofreu esses dias, e como eu não estava lendo nada, resolvi ler o livro de uma vez.

O livro é narrado em primeira pessoa e ele começa com Melissa contando sua versão dos fatos e como ela conheceu o pai de seu filho, que vem a ser, Ridge.

Melissa, perdeu os pais adotivos recentemente e ainda está meio perdida, já que eles foram a única família que ela um dia conheceu, as famílias de seus pais a rejeitam, e tendo acabado de terminar a universidade, ela não sabe para onde ir ou o que fazer. Então, uma noite, em um bar, em uma cidade qualquer, ela conhece Ridge e seus amigos e acaba tendo um caso de uma noite com ele, o que não é bem a coisa dela, já que ela nunca fez isso antes e como ela não quer sofrer com uma possível rejeição, ou ele saindo de fininho, ela espera ele adormecer e vai embora.

Então, passam-se alguns meses e temos o ponto de vista de Ridge. Aquela garota abandonando ele no meio da noite, mexeu com ele por algum motivo e sua vida não está seguindo tão normalmente, como antes.

Daí eu pensei, acho que eles vão ficar juntos lá na frente, se encontrarem, ela vai atrás dele ou algo assim e eles vão perseguir o pôr-do-sol. Tudo bem.

Não.

Os amigos de Ridge, não contentes com a falta de atividade na vida do amigo, fizeram uma aposta, onde ele teria que namorar uma garota que eles iriam escolher, por um determinado tempo.

Ok, tudo bem. Então ele vai acabar se apaixonando por essa moça, alguma coisa vai acontecer, ele vai ficar com o bebê, vão formar uma família feliz e ter seu happy end.

unexpected-reality-3

Não é dessa vez.

Porque a menina, Stephanie, no começo parecer ser tímida, um doce e blábláblá, mas ela é totalmente o oposto. Vaca.

Então, mais alguns meses depois, Ridge, que marcou de ir a algum evento importante para Stephanie, é pego num dia ruim, onde ele se atrasa para sair do trabalho e pega uma chuva terrível. Acaba encontrando uma moça que está com problemas com o carro e não consegue se parar e vai ajudar a moça.

NÃO. Agora é essa daí, não vai ter como. TEM QUE SER ESSA.

Não.

Também não era.

Ele termina de ajudar a moça, volta para a estrada e dá de cara com um carro que saiu fora da estrada. Ele vai lá, vê que é uma moça, chama a emergência e fica esperando para saber se vai ficar tudo bem com ela.

HUUUUUM.

Agora vai.

Mas, nãaaaaaaaao. Deus nos livre de ser tudo tão simples assim.

Ele acaba acompanhando a moça para o hospital, e enquanto ele espera junto com um policial, ele recebe uma ligação do próprio hospital, dizendo que ele é o contato de emergência de Melissa Knox. E mais, quando ele vai verificar a moça, entregam a ele, uma carta que ela escreveu para ele, onde ela conta tudo o que aconteceu com ela, que ela acabou engravidando, mesmo com eles usando proteção e que ele é o pai. Como ela está em coma, não há como eles confirmarem coisa alguma, eles só podem esperar que ela acorde. E Ridge, como o bom cara, que ele é, assume essa paternidade e não sai de seu lado por um segundo.

Eles acabam tendo que realizar um parto de emergência, e Ridge continua lá, ao lado dela, dizendo palavras de encorajamento e suplicando para ela acordar, já que agora ela vai conseguir ter uma família, que é o que ela sempre quis, e porque ele não pode fazer isso sozinho. O bebe nasce, e depois dos procedimentos que os médicos tem que realizar com a mãe e com a criança. Ridge tem a ideia de levar o bebe para o quarto da mãe, porque quem sabe, assim, talvez, apenas talvez, ela acorde. E caramba.

unexpected-reality-2

Ela acorda.

Agora sim, o rumo da história que eu tinha pensado inicialmente.

Mas, não. Absolutamente não podemos ser normais.

Eles conversam por alguns minutos, tiram algumas fotos e finalmente, Ridge parece conseguir soltar a respiração que esteve prendendo todos esses dias. Então ele vai comer alguma coisa na lanchonete do hospital com sua irmã e quando ele volta… (PREPAREM-SE TEM UM SPOILER ENOOOOOORME A SEGUIR), a mãe de seu filho está morta. Ela apenas fechou os olhos para descansar por alguns minutos e teve um aneurisma.

Ok, bola para frente. Ela merecia tanto ser feliz, depois de tudo o que passou (não vou me conformar), mas ok.

Então, ele conhece Kendall. Conhece, não é bem a palavra, porque ela estudou com sua irmã, então ela não é uma completa estranha, enfim, ela é enfermeira do consultório, onde ele leva Knox, seu bebê, para suas consultas. Eles acabam se aproximando, em função da amizade que ela tem com sua irmã, além do fato de que sua empresa de construção, está reformando a casa dos avós de Kendall.

Kendall, voltou para sua cidade natal, depois de praticamente fugir de um relacionamento ruim, ela sente essa atração por Ridge, e não consegue evitar se apaixonar por ele e por Knox, que é um bebê tão bom, mas ela não vai se deixar estar com ele por que acha que ele só a quer para suprimir a dor que ele sente por ter perdido a mãe de seu bebê.

E até aí, eu meio que já tinha superado as outras opções de final feliz. A autora abordou um tema interessante, já que ela mostra Ridge aprendendo a cuidar sozinho de seu filho recém-nascido, querendo assumir essa responsabilidade, mesmo com tudo tendo sido jogado nele de repente, ele não pensou em desistir de seu filho uma única vez. Mesmo quando ele não sabia o que fazer e dizia que estava sendo um pai terrível. Ele o amou desde o primeiro segundo em que descobriu sobre a gravidez de Melissa.

Couple in jeans

Cara, grande livro, só falta aquele ex da Kendall aparecer, fazer alguma coisa louca, eles perceberem que se amam e finalmente, FINALMENTE, eles vão ter uma música de comédia romântica feliz e motivadora, tocando enquanto os créditos finais sobem e aparece THE END.

Não é?

Então, bom, é ai que as coisas ficam um pouco perturbadoramente estranhas. Quer dizer, é um livro e eu já li muitos livros bem loucos, mas a autora exagerou um pouco nas coincidências do livro todo, mas no final? No final, o que foi aquela revelação final?

Não precisava daquilo. Porque, senhor? Porque?

Não acho certo contar para vocês, então, vocês meio que vão ter que estar lendo para descobrir.

Não estou dizendo que a autora é ruim, ou mesmo o livro, mas o que ela fez no final, me desapontou de tal forma, que eu quase não li Southern Pleasure (mas eu li, e adorei, leiam).

Unexpected Reality, contém as aventuras de um pai solteiro lindo, doce e tatuado tentando lidar sozinho com todas as responsabilidades de um pequeno bebê-milagre, ele também têm os melhores amigos de sempre e está recheado de coincidências (sério, sem brincadeira).

Enfim, acho que as pessoas têm que ler e tirar suas próprias conclusões.

Mas acho que Seth, Tyler, Mark e Kent (os melhores amigos de Ridge), deveriam ter suas próprias histórias contadas. Mas sem bebês, por favor.


Olá vocês, pessoas tudo certinho?

Eu ando meio negligente com minhas resenhas e não sei realmente como concertar isso, então por enquanto vou postando quando sentir que tudo que eu escrevi não é uma besteira completa, ok?

É isso, beijo para vocês ;*

Anúncios

2 comentários sobre “RESENHA: UNEXPECTED REALITY – KAYLEE RYAN.

    • Carolina disse:

      Não é um grupo específico kkk participo de vários grupos literários e muitas leitoras desses grupos acabaram entrando na febre desse livro ao mesmo tempo. Ele apareceu bastante na minha timeline por um tempo kk
      Obrigada ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s